8.12.11

Um post para Channel

Conheci ela quando, há quase 4 anos, entrei na loja pela primeira vez para fazer entrevista. Depois que consegui o estágio, ela fazia parte do pacote "bem estar".
Era a distração das tardes estressantes, quando vinha segurando a bolinha, quase não conseguindo morder por causa do tamanho minúsculo de sua boca, para brincar e nos distrair.

No frio, por ser pequena, vivia tremendo e pedindo colo. Algumas vezes eu a enrolava no cachecol, e ali permanecia imóvel quase adormecendo, esquentava meu colo com o calorzinho de seu corpo.
Outra vez, abri a porta de vidro para ir ao banheiro, e ela veio atrás mas eu não vi. Depois de alguns minutos passei pela porta, e vi ela olhando e tremendo com o vento lá fora. Passei algumas horas com ela no colo, para compensar.

Dividi vários dos meus 'clubs sociais' com ela, que se negava à comer ração. Sempre muito magrinha, dizíamos que vivia de regime. Às quartas tomava banho e sempre voltava com um ou dois lacinhos diferentes na cabeça, cheirando à bala de morango. Sempre muito simpática com os clientes, era o xodó da loja. Vários deles passavam às vezes só para vê-la.

Descanse em paz, Channel, e obrigado pela amizade mais pura.

9 Comentários:

Gabriela disse...

Que coisa mais fofa. Ela é tão pequenininha. Adorei o nome dela hahah. Mas é sempre muito triste quando um animalzinho que a gente gosta muito morre. Nem gosto muito de pensar x_x

Não sei lidar.

Gabi disse...

Oh... tb sinto muito por ela ter ido tão cedo, mesmo sem nunca te-la visto, senão aqui. :(

Lari disse...

Eu estava lendo seu post toda feliz, quando vejo a última frase x.x Meu Deus, que texto lindo, Pablo. Me bateu uma tristeza agora..
A amizade mais pura vem dos bichinhos. Eles sim gostam da gente de verdade. E como é bom ter um amigo cãozinho, pois nunca nos sentimos totalmente sozinhos.
Mas com certeza, ela foi para um lugar melhor que aqui ♥ :/
Postei de novo lá, Pablo!
Beeijos <3

Dayvid disse...

A gente se apega tanto a eles, né? Uma vez cuidei de um pássaro por três dias até ele não resistir. Foi pouco tempo, mas parecia que eram anos.
Bem, sem dúvidas você tem ótimas lembranças dela :)
Abraço ;)

Anônimo disse...

Ahhhh Pablo não acredito que ela morreu
tao meiga e fofinha...que pena!
espero que não tenha sofrido!

Bjs amigo!

Fabi

JULITA disse...

Oi Pablo!

Que fofa! Que linda! Pena que morreu.
Também fiquei triste com o final do seu texto.
Sinto muito.

Bjs.

Henrique Almeida disse...

belo texto
O ruim disso tudo e quando você se apega e não consegue lidar com isso.
sinto muito :/
Abraços

Natalia disse...

aaaai que triste, não sei nem o que dizer :(

Bem é pensar que ela virou uma estrelinha lá no céu....

Fica bem!

Anônimo disse...

ÓÓ, que triste. Que Deus a tenha!!

Postar um comentário

Obrigado por comentar! :)